Ônibus, Metrô e Trem em São Paulo sofrem aumento para R$ 4,40 já no primeiro dia do ano

Começou a valer desde quarta-feira (1º) a nova tarifa básica do transporte público coletivo para ônibus, Metrô e trem para 2020, que aumentou de R$ 4,30 para R$ 4,40. O anuncio havia sido dado anteriormente. Isto significa um aumento de 2,33%, o que está abaixo da inflação anual de acordo com a previsão do boletim Focus que foi divulgado pelo (BC) Banco Central. Segundo o BC a inflação é de 3,86%.

No dia 20 de dezembro de 2019, as novas tarifas foram encaminhadas para o presidente da Câmara Municipal e o o presidente da Assembleia Legislativa.

O IDEC, Instituto de Defesa do Consumidor protocolou junto a prefeitura uma carta na última sexta-feira do ano, com a pedindo ao prefeito que não reajustasse a tarifa de ônibus em São Paulo (SP). No entanto, já na manhã desta quarta-feira (1º), junto às catracas, já havia um adesivo com o novo valor de R$ 4,40.

O argumento do Idec é que a Prefeitura Municipal de São Paulo pode deixar de aumentar a tarifa dos ônibus. O Idec ainda argumenta que o aumento de R$ 0,10 na passagem de ônibus em São Paulo, representa um impacto na renda do trabalhador. Os estudantes também serão impactados com o aumento de R$ 0,10 na passagem de ônibus. O Idec ainda afirma que o gerenciamento da Prefeitura sobre o sistema de transporte municipal é inificiente.

Todos os dias, mais de 17,1 milhões de pessoas utilizam o transporte público. Só de ônibus são quase de 9 milhões de passageiros e nas 13 linhas que compõem os trens e o Metrô, totalizam 8,3 milhões de passageiros diários.

Ônibus, Metrô e Trem em São Paulo sofrem aumento para R$ 4,40 já no primeiro dia do ano

Nossa reportagem tentou falar logo pela manhã na Prefeitura Municipal de São Paulo. No entanto esta matéria está indo ao ar, antes do inicio do expediente do executivo paulistano.

Por William De Camargo/Folha Paulistana
Foto: Milton Michida/Governo do Estado de SP