Scroll to Top

Terrorista da USP é identificado; E-mail ameaçava travestis, esquerdistas e feministas

Por William Camargo / Publicado em04/12/2017 22:30 /

Atualizado em: 04/12/2017 às 22:30

Uma pessoa no mínimo insana ameaçou atirar nesta segunda-feira (4) em travestis, esquerdistas e feministas na USP (Universidade de São Paulo). O cidadão sem noção alguma da realidade que vivemos no país que possui a maior diversidades de gêneros e etnias, acreditou que conseguiria atentar contra a vida dos alunos.

Em um e-mail enviado para a USP, com o título “Eu já estou contando as balas”, o infeliz acreditou que nunca seria encontrado e que talvez poderia colocar seu plano em prática.

Terrorista da USP é identificado; E-mail ameaçava travestis, esquerdistas e feministas
Terrorista da USP é identificado; E-mail ameaçava travestis, esquerdistas e feministas – Foto enviado por aluno para a Folha Paulistana

A segurança no Campus foi reforçada e as autoridades policiais avançaram rapidamente nas investigações, detendo o suposto terrorista que antes mesmo de cometer o ato já atribuiu a autoria do possível atentado ao Estado Islâmico, afirmando ainda que o chão da FFLCH (Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas) ficaria tomado de sangue.

O suposto terrorista ainda disse que havia comprado pistolas em uma favela, algo peculiar para quem vai cometer um atentado em nome do Estado Islâmico. Por que então o Estado Islâmico que certamente nada tem a ver com a pessoa, se fosse o caso, forneceria o armamento para o mesmo.

Terrorista da USP é identificado; E-mail ameaçava travestis, esquerdistas e feministas

Esta insanidade está mais para um tremendo brincalhão de mau gosto do que para um terrorista propriamente dito, ou até usando um velho jargão policial: “Esse cara é um 13”.

Nenhuma atividade foi suspensa, apesar de muitos evitarem o campus da USP nesta segunda-feira 4 de dezembro.

Em nota FFLCH esclareceu: “A Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas repudia toda e qualquer forma de violência e reafirma o seu compromisso com o pluralismo e o livre debate das ideias.

Neste sentido, a Faculdade considera inaceitável a ocorrência de episódios que violam o direito à livre expressão, e se posiciona contrária aos acontecimentos crescentemente recorrentes na sociedade brasileira.

A Direção da Faculdade informa que, diante da ameaça de agressão a sua comunidade encaminhada por e-mail nesta data, relatou o episódio imediatamente à Superintendência de Segurança da USP. Este Órgão acionou as autoridades policiais, que já identificaram o autor da mensagem e tomaram as providências cabíveis para garantir o funcionamento normal de todas as atividades acadêmicas.

Sendo assim, nenhuma atividade foi ou será suspensa.”

Por William Camargo/Folha Paulistana

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *