Scroll to Top

Seleção Argentina corre risco de ficar fora das Olimpíadas Rio 2016

Por William Camargo / Publicado em05/07/2016 19:07 /

Atualizado em: 05/07/2016 às 19:07

O técnico da seleção argentina de futebol, Gerardo “Tata” Martino, pediu demissão hoje (5), depois de fracassar na tentativa de formar uma equipe para disputar a Olimpíada do Rio de Janeiro. A seleção olímpica, que já conquistou medalhas de ouro em Atenas (2004) e Pequim (2008), corre risco de ficar de fora da Rio 2016, apesar de o time estar classificado.

“Os Jogos começam em 30 dias e ainda não temos jogadores”, disse o presidente do Comitê Olímpico Argentino (COA), Gerardo Werthein, em entrevista à imprensa. “Mas o pior e nem ter com quem falar”, acrescentou.

A saída de Martino ocorre após a derrota argentina, para o Chile, na final da Copa América Centenário, e que levou o craque Lionel Messi a abandonar a seleção. Depois de ter errado um pênalti, o maior do jogador do mundo da atualidade anunciou que não voltaria a jogar pela Argentina.

“Acho que ele não aguentou a pressão de uma torcida que, de forma equivocada, colocou toda a pressão sobre a estrela da seleção, sem levar em conta que um time tem 11 jogadores e que um só atleta, por melhor que seja, não pode fazer milagre”, disse à Agência Brasil o torcedor Raul Persicante. “O desempenho da nossa seleção também foi afetada por problemas econômicos”, acrescentou.

A Associação de Futebol Argentino (AFA) enfrenta uma séria crise, sem dirigentes, sem dinheiro e com intervenção do Executivo, do Judiciário e da Federação Internacional de Futebol (Fifa), que investigam irregularidades na organização.

Seleção Argentina corre risco de ficar fora das Olimpíadas Rio 2016
Seleção Argentina corre risco de ficar fora das Olimpíadas Rio 2016 – Foto Rafael Ribeiro/CBF

“O que está acontecendo com a AFA é um exemplo de negligência, preguiça e má administração”, disse o presidente do Comitê Olímpico argentino, acrescentando que existe 50% de chance de o país não enviar seleção olímpica masculina de futebol.

Da Agência Brasil
Edição final: William Camargo/Folha Paulistana